Júri

A pandemia provocada pelo novo coronavírus impediu a reunião presencial mas o júri não deixou de escolher os 120 nomeados aos Troféus Impala de Televisão 2020.

Nuno Vaz (responsável pela área de Desenvolvimento de Conteúdos da RTP), Aida Pinto (subdirectora de Programação de Antena e Grelha da SIC), Helena Forjaz (directora de Comunicação Institucional de Media Capital), Tiago Silva Lopes (Content and TV Product director da MEO), João Diogo Ferreira (Central director of TV content da NOS), Natacha Carvalho (especialista de Marketing no segmento de Consumo da Vodafone), Paula Rodrigues (directora-geral de Publicações da Impala) e Vítor Crisóstomo (director da revista TV7 Dias) constituíram o júri que teve a missão de escolher os 120 nomeados nas 24 categorias dos Troféus de Televisão 2020, iniciativa que vai na sua 11ª edição e que abrange vários géneros televisivos, como a Ficção, o Entretenimento e a Informação.

Devido à Covid-19, e ao contrário de anos anteriores, a escolha dos nomeados decorreu pelo método online e não presencial com era hábito. “Há muito talento em Portugal. Esta dificuldade é sinal de que estamos cada vez melhores, mais competitivos e combativos a fazer televisão”, explica Nuno Vaz, da RTP. Já Helena Forjaz, da TVI, fala na diversidade entre os nomeados. “Hoje convivemos com uma nova geração que tem características muito desejadas pelo mercado, nomeadamente a nível de notoriedade comercial e digital, e temos artistas de outra época em que a valorização dos mesmo era feita acima de tudo pelas suas capacidades de representação”, afirma, acrescentando: “Antes, um ator era ator. Hoje, um ator é ator, apresentador, entertainer… Ou seja, temos que comparar pessoas com perfis muito diferentes e fica difícil decidir qual é ‘melhor’ que outra”.

Para João Ferreira, da NOS, é inquestionável a importância dos Troféus Impala de Televisão: “este prémio assume-se como uma referência no setor da TV em Portugal, celebrando aqueles que ao longo do ano, quer na opinião do júri como (e principalmente) na do público, conseguiram atingir essa excelência com o seu trabalho”. O representante da NOS sublinha ainda: “Celebrar o mérito é dar um incentivo a que todos os profissionais de setor, ano após ano, possam continuar a evoluir”. Os Troféus Impala de Televisão são os únicos prémios em Portugal que unem os três canais generalistas mais importantes do País e que distinguem o que de melhor se faz na televisão portuguesa.



Top
Inicie sessão para poder votar

Esqueceu-se da password?
Novo no site? Crie uma conta
Registe-se para poder votar

Já tem uma conta? Inicie sessão
Esqueceu-se da password?